inverno

No inverno aumenta a procura dos pacientes em busca procedimentos dermatológicos. As queixas mais comuns referem-se à presença de manchas, rugas e flacidez. São muitas as opções de tratamento e o inverno realmente é uma ótima época para realizar tratamentos dermatológicos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol.

Antes de optar por qualquer procedimento é muito importante que o seu dermatologista faça um exame completo da sua pele. Este exame determinará o tipo de tratamento mais apropriado para seu caso. Além do preparo adequado da pele antes do tratamento, onde ocorre o desuso de certos medicamentos e a introdução de cremes pré-tratamento.

Lasers: Laser vem da sigla em inglês que corresponde à expressão “Light Amplification by stimuletad Emission of Radiation”. Na prática, é uma tecnologia que produz radiação eletromagnética contra determinado alvo na pele, que pode ser desde um pigmento, como por exemplo, a melanina (presente nas manchas de sol) ou até mesmo a água, que é o alvo no rejuvenescimento. Sua aplicabilidade é vasta na dermatologia e pode ser usado em muitas condições clínicas.

Melanoses solares: são aquelas manchas escuras, arredondadas, localizadas geralmente em áreas expostas ao sol. Geralmente o seu clareamento responde bem a um grande número de tecnologias como Luz Intensa Pulsada, Lasers Ablativos (CO2) e Lasers Não Ablativos.

Lesões Vasculares: caracterizam-se por vasos dilatados na pele, que se manifestam desde uma vermelhidão na face e colo, até pequenos vasos chamados de telangiectasias. São opções de tratamento: Luz Intensa Pulsada e Nd Yag.

Rejuvenescimento: muitas tecnologias podem ser empregadas para melhora das rugas e flacidez da pele. Cada técnica vai ser individualizada conforme for o grau de envelhecimento da pele. Lasers Ablativos como CO2 são mais potentes, contudo precisam de um maior tempo de recuperação da pele. Já os lasers não ablativos, o indivíduo pode retornar as suas atividades laborativas imediatamente.

Estrias: Os tratamentos incluem uma associação de lasers ablativos e não ablativos, peelings e dermoabrasão. Todos eles deixam a pele avermelhada e evitar exposição solar é obrigatório para evitar manchas. A técnica a ser utilizada vai depender da cor do indivíduo e da área afetada.

Lasers Fracionados: promovem alto estímulo para a produção de colágeno. Após o período de recuperação de 4 a 7 dias, uma pele lisa, brilhante e mais densa pode ser observada. Em geral, os protocolos são de 3 sessões com intervalos de  30 dias entre elas. A vantagem do laser é que ele concentra a sua ação na regeneração da pele de dentro para fora e promove a contração de colágeno no local. Em uma única sessão, já é possível notar uma boa diferença, principalmente no clareamento das manchas, mesmo aquelas mais resistentes, e no efeito geral de rejuvenescimento, suavizando as rugas e a flacidez.

Peelings: São utilizados para atenuação de rugas, manchas e cicatrizes e na diminuição das lesões pré-malignas. Os peelings consistem na aplicação de agentes químicos que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-se a sua regeneração, com uma aparência geral melhor. É uma forma de acelerar a esfoliação ou renovação da pele. Uma ou mais soluções químicas como Ácido salicílico, Solução de Jessner, Ácido glicólico, Ácido tricloroacético (ATA), Ácido salicílico, Ácido retinóico e Fenol são usados.

Seu dermatologista sugerirá quais agentes descamantes são apropriados para você. A escolha é baseada no tipo de dano que a pele apresenta e no resultado desejado. Podem ser superficiais, médios e profundos. Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas. Cada paciente deve ser avaliado para melhor indicação do seu caso específico.

Luz pulsada: Método que utiliza um tipo específico de luz de alta intensidade para remoção de manchas e vasinhos da pele. Além disso, promove um estímulo de colágeno. Os protocolos incluem de 1 a 4 sessões.

Indução Percutânea de Colágeno: é uma ótima técnica para o tratamento de cicatrizes de acne e rejuvenescimento. São realizados “microfurinhos” na pele e aplicação de substâncias para ativar a produção de colágeno, clarear manchas e melhorar as irregularidades da pele.

Depilação a Laser: Livrar-se dos pelos indesejados não é mais um processo doloroso ou insatisfatório. A depilação a laser é eficaz em quase todas as áreas do corpo. Vários tipos de laser podem ser usados. Em geral são necessárias de 4 a 6 sessões com intervalo de 30 dias entre elas.  Durante a remoção os pelos, o laser é atraído pela melanina do folículo piloso. Ao atingir a raiz, a luz é absorvida pelo pigmento e isso o enfraquecerá e o destruirá. Geralmente os pêlos escuros e grossos são os que melhor respondem ao tratamento a laser.

 

Eloísa U. Schmitt Botton
Médica Dermatologista
CRM 34390
RQE 26246